Faixa Atual

Título

Artista


Projeto de Habitação a custos acessíveis chumbado pela oposição no Entroncamento

Escrito por em 6 de Março, 2024

IMG: Reprodução Facebook Município do Entroncamento.

Em comunicado, a Câmara Municipal do Entroncamento afirma que se perdeu um investimento de 18 milhões de euros, com perdas para os jovens e famílias. Em causa está o chumbo, por parte da oposição, de um projeto de Habitação a Custos Acessíveis.

Nesse âmbito, recorda a autarquia, estava previsto a assinatura do Acordo de Colaboração entre o Município do Entroncamento, a Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo e o Instituto da Habitação e Reabilitação Urbana (IHRU), para a construção de 100 novos fogos e a reabilitação de 22 habitações. No entanto, o referido projeto foi reprovado em reunião de Câmara pelos eleitos do PSD e pelo eleito do Chega, que, agora, é independente.

Após esta reprovação, a Assembleia Municipal recomendou que o assunto voltasse a ser analisado e aprovado pela Câmara Municipal, tendo voltado a ser reprovado em reunião de Câmara com a votação anterior.

Para que conseguisse ver este projeto aprovado, o Presidente do Município, Jorge Faria, e o executivo do Partido Socialista (PS) conseguiram que o IHRU incluísse no Acordo uma cláusula para que 50% dos fogos fosse atribuído à população residente ou trabalhadora no Município do Entroncamento.

Esta proposta foi apresentada aos vereadores do PSD no passado dia 20 de fevereiro.

Já no dia 5 de março, foi presente novamente à reunião de Câmara, para deliberação a proposta do Acordo com a inclusão da referida cláusula, tendo sido chumbada novamente, com os votos contra dos vereadores do PSD e do vereador eleito pelo Chega, apesar da justificação do chumbo inicial ter sido sanada com a proposta agora apresentada, refere a autarquia em comunicado.