Greve dos Enfermeiros com aderência esperada de 80% durante 4 dias da realização das JMJ

Escrito por em 1 de Agosto, 2023

Em comunicado, o presidente do Sindicato Democrático do Enfermeiros de Portugal (SINDEPOR), Carlos Ramalho, adianta que o objetivo não é o de prejudicar as Jornadas Mundiais da Juventude (JMJ) , mas sim demonstrar o seu descontentamento, com as condições em os enfermeiros exercem a profissão.

Carlos Ramalho diz, ainda, que os serviços mínimos de saúde serão assegurados nas consultas externas e alguns serviços de Internamento, salientando, no entanto, que a adesão à greve nos centros de saúde será entre 80% a 90%. Esta greve que abrangerá 18 concelhos na área metropolitana de Lisboa.

Com esta greve, o Sindicato pretende a integração imediata nos quadros das instituições dos enfermeiros com vínculos precários, o cumprimento das dotações seguras através da contratação de enfermeiros, cumprindo-se a autonomia para contratar e a abertura de concursos para as várias categorias desta profissão, conforme adiante o Notícias ao Minuto.

Em cima da mesa está a exigência de um modelo de Avaliação do Desempenho justo, transparente e exequível, pede também a imediata abertura de negociações com a tutela para a concretização de uma nova carreira de enfermagem que, entre outros aspetos, compense o risco e desgaste rápido e penosidade inerente à profissão.

Recorde-se de que esta paralisação decorrerá entre as 00h do dia 01 e as 24h do dia 4 de Agosto.

Foto: Facebook SINDEPOR


Faixa Atual

Título

Artista