Empresa que recolhe dados pessoais através de scan da íris suspensa em Espanha

Escrito por em 7 de Março, 2024

A atividade da empresa Worldcoin, que nos últimos meses se dedicou a realizar “scans” da íris de milhares de pessoas em diversos países do mundo, foi suspensa em Espanha.

Num comunicado emitido a 6 de março, a Agência Espanhola de Proteção de Dados (AEPD) afirma que recebera, nos últimos tempos, várias reclamações contra a Worldcoin, nomeadamente sobre informação prestada de forma insuficiente pela empresa e preocupações relacionadas com a captação de dados de menores,

Durante três meses, a Worldcoin está proibida de exercer a sua atividade em Espanha e, garante a AEPD que tomou a decisão com base na prevenção de que os dados pessoais sejam cedidos a terceiros.

Recorde-se de que, em Portugal, a Worldcoin tem realizado também milhares de scans à íris das pessoas, oferecendo como recompensa um valor em criptomoedas (moedas virtuais). Também no nosso país a atividade da empresa está a ser investigada pela Comissão Nacional de Proteção de Dados.

 


Faixa Atual

Título

Artista