Em dois anos situações de bullying reportadas à APAV crescem 181%

Escrito por em 20 de Outubro, 2023

No dia 20 de outubro, assinala-se o Dia Mundial de Combate ao Bullying. Para assinalar a efeméride, a Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV) divulgou as estatísticas relativas a este tipo de violência entre os anos de 2020 e 2022.

Neste período de dois anos, o número de situações reportadas à APAV cresceu 181%. Mais de 50% das vítimas de bullying que foram apoiadas na APAV entre 2020 e 2022 tinha entre 11 e 17 anos de idade. Os distritos de origem das vítimas com maior destaque são Lisboa (29,1%), Porto (16,3%) e Braga (6,6%). Em 70,9% dos casos, o autor da situação de bullying era não só da mesma escola mas também da mesma turma que a vítima. Predomina a violência verbal (37,8%), embora a violência física também seja de destacar (32,7%). Em 81,7% das situações, esta prática de bullying ocorreu no estabelecimento de ensino.

A maioria das crianças e jovens estabelece relacionamentos positivos com os seus colegas e amigos. Contudo, podem existir situações em que a violência tem lugar, provocando mal-estar, desconforto, medo, vergonha e insegurança na vítima.

A APAV tem disponível a Linha de Apoio à Vítima através do 116 006, trata-se de uma chamada gratuita e confidencial, para a qual poderá ligar nos dias úteis, das 8h às 22h.

IMG: Pixabay (Ilustrativa).


Faixa Atual

Título

Artista