Proteção Civil alerta para os efeitos de precipitação, vento, agitação marítima e queda de neve

Escrito por em 23 de Fevereiro, 2024

IMG: Canva Pro (Ilustrativa).

De acordo com a informação do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), prevê-se, para os próximos dias, precipitação, em especial no Norte e Centro, podendo ser acompanhados de trovoada e que serão de neve acima 800/1000 metros de altitude, com maior acumulação de neve a partir dos 1000 metros. Quanto ao vento o IPMA prevê rajadas até 35 km/h de sudoeste com rajadas que podem ir até 85 km/h, nas terras altas. Salienta-se, ainda, no que à agitação marítima diz respeito, ondas de noroeste com 5 a 7 metros de altura, podendo atingir 12 metros de altura, a norte do Cabo Raso.

De acordo com a Proteção Civil, a situação meteorológica atual pode originar:

  • Piso rodoviário escorregadio devido à possibilidade de acumulação de gelo, neve e formação de lençóis de água;
  • Possibilidade de queda de neve em áreas e a altitudes onde habitualmente não se verifica;
  • Dificuldades de drenagem em sistemas urbanos, nomeadamente as verificadas em períodos de praia-mar, podendo causar inundações nos locais historicamente mais vulneráveis;
  • Possíveis acidentes na orla costeira devido à forte agitação marítima;
  • Ocorrência de inundações em zonas urbanas, causadas por acumulação de águas pluviais por obstrução dos sistemas de escoamento ou por galgamento costeiro;
  • Possibilidade de queda de ramos ou árvores, bem como de afetação de infraestruturas associadas às redes de comunicações e energia;
  • Desconforto térmico na população devido à descida acentuada da temperatura mínima.

Neste sentido aconselha-se à população que:

  • Garanta a desobstrução dos sistemas de escoamento das águas pluviais e retirada de inertes e outros objetos que possam ser arrastados ou criem obstáculos ao livre escoamento das águas do degelo;
  • Preste atenção aos grupos mais vulneráveis (crianças nos primeiros anos de vida, doentes crónicos, pessoas idosas ou em condição de maior isolamento, trabalhadores que exerçam atividade no exterior e pessoas sem abrigo);
  • Garanta uma adequada fixação de estruturas soltas, nomeadamente, andaimes, placards e outras estruturas suspensas;
  • Tenha especial cuidado na circulação e permanência junto de áreas arborizadas, estando atento para a possibilidade de queda de ramos e árvores, em virtude de vento mais forte;
  • Tenha especial cuidado na circulação junto da orla costeira e zonas ribeirinhas historicamente mais vulneráveis a galgamentos costeiros, evitando a circulação e permanência nestes locais;
  • Não praticar atividades relacionadas com o mar, nomeadamente pesca desportiva, desportos náuticos e passeios à beira-mar, evitando ainda o estacionamento de veículos muito próximos da orla marítima;
  • Adote uma condução defensiva, reduzindo a velocidade e tomando especial atenção à eventual acumulação de neve e/ou formação de lençóis de água nas vias rodoviárias;
  • Evite a circulação em vias afetadas pela acumulação de neve.

Faixa Atual

Título

Artista