Operação Natal e Ano Novo da GNR registou, até 25 de dezembro, 2 vitimas mortais

Escrito por em 26 de Dezembro, 2023

No âmbito da Operação Natal e Ano Novo, levada a cabo pela Guarda Nacional Republicana (GNR), esta autoridade informa que, entre sexta, dia 22 de dezembro, e segunda-feira, dia 25, foram registados 786 acidentes nas estradas portuguesas. Destes acidentes, refere a GNR, resultaram 243 feridos, dos quais 23 graves.

De acordo com a GNR a primeira vítima mortal registada nesta operação foi uma mulher, vítima de atropelamento, na localidade de Turquel, concelho de Alcobaça. Já a segunda vítima mortal, foi um homem, resultou de um despiste, no concelho de Vieira do Minho.

Para lá da sinistralidade rodoviária, neste período, a GNR fiscalizou 30.583 condutores, dos quais 303 conduziam com excesso de álcool. Destes condutores, 159 foram mesmo detidos por conduzirem com uma taxa de álcool no sangue igual ou superior a 1,2 g/l. A GNR procedeu, ainda, à detenção de 65 pessoas por conduzirem sem habilitação legal para o efeito.

Entre estes dias, a GNR detetou, também 5.268 contraordenações rodoviárias, entre as quais destacam-se 2.038 por excesso de velocidade, 171 por falta ou incorreta utilização do cinto de segurança ou sistema de retenção para crianças, 119 por uso indevido do telemóvel durante a condução, 452 por falta de inspeção periódica obrigatória e 146 por falta de seguro de responsabilidade civil obrigatório.

Recorde-se de que a operação Natal e Ano Novo da GNR, que começou a 15 de Dezembro, termina no dia 2 de Janeiro.

IMG: GNR (Ilustrativa).


Faixa Atual

Título

Artista