Faixa Atual

Título

Artista


Já são conhecidos os 50 nomeados aos Play – Prémios da Música Portuguesa

Escrito por em 3 de Abril, 2024

Foram revelados, no dia de ontem, 2 de abril, em conferência de imprensa, no Coliseu dos Recreios, os 50 nomeados da 6.ª edição dos PLAY – Prémios da Música Portuguesa. A gala vai decorrer a 16 de maio, no mesmo espaço, e será transmitida em direto pela RTP1, RTP África, RTP Internacional, RTP Play e Antena1.
Dentro das 12 categorias sujeitas a nomeação, Pedro Mafama e Slow J lideram, com três indicações, seguidos de Bárbara Bandeira, Carminho, Expresso Transatlântico, Ivandro e T-Rex, artistas que contam, respetivamente, com duas propostas a prémio.

As nomeações nas categorias Vodafone Canção do Ano, Melhor Artista Feminina, Melhor Artista Masculino, Melhor Grupo e Melhor Álbum são escolhidas pela Academia PLAY – constituída por 235 profissionais ligados à indústria musical (agentes, managers, artistas, produtores, promotores de espetáculos, técnicos e jornalistas) – mediante uma lista de 30+, a qual tem por base critérios volumétricos de vendas e airplay de rádio relativos a 2023.

De salientar que as categorias Melhor Álbum Fado, Artista Revelação, Prémio Música Ligeira e Popular (pela primeira vez a concurso), Prémio Lusofonia, Melhor Videoclipe, Melhor Álbum Jazz e Melhor Álbum de Música Clássica/Erudita foram sujeitas a candidaturas por parte de artistas e editoras, sendo que, nesta edição, a organização recebeu 842, um número recorde, com um aumento de 57% em relação a 2023 (537).

A escolha dos nomeados destas últimas sete categorias – exceto Artista Revelação e Prémio Lusofonia (os nomeados são escolhidos pela Academia) – está a cargo de comités especializados, mercê das características específicas necessárias para análise das obras.

Às 12 categorias já referidas, somar-se-ão mais duas (14 no total), cujos nomes vão ser divulgados na gala de maio: Prémio Carreira, atribuído pelos promotores – Audiogest e GDA – e Prémio da Crítica, o qual é definido por um painel de jornalistas da área da música. Todo o processo de candidaturas, nomeações e seleção de vencedores é auditado pela PwC.

Pelo 6.º ano consecutivo, a Vodafone Portugal associa-se aos Prémios PLAY enquanto patrocinador principal, no sentido de distinguir a música nacional de forma global e, em particular, através da categoria Vodafone Canção do Ano, a única cujo artista vencedor é votado pelo público.

“Os nomeados são os verdadeiros vencedores e funcionam como uma pequena montra do melhor que se produz em Portugal. Nesta edição, destaco que vamos ter pela primeira vez a categoria de Música Ligeira e Popular, sinal de que pretendemos celebrar a música portuguesa no seu todo, integrando o maior número possível de géneros musicais”, comenta Paulo Carvalho, diretor-geral do evento.

Os PLAY – Prémios da Música Portuguesa são promovidos pela Audiogest, que gere e representa os direitos das editoras multinacionais, nacionais e independentes, e ainda pela GDA, entidade que gere os direitos dos artistas, intérpretes e executantes.

Criados em 2019 com o objetivo de celebrar e promover o talento e a carreira dos artistas portugueses e lusófonos, os Prémios PLAY são atualmente a grande festa da música nacional, contribuindo também para o desenvolvimento cultural e económico do país.