Faixa Atual

Título

Artista


GNR assinala Dia da Proteção Civil

Escrito por em 1 de Março, 2024

IMG: Guarda Nacional Republicana.

A 1 de março comemora-se, conforme a Rádio Marinhais lhe tem noticiado ao longo do dia, o Dia Internacional da Proteção Civil, instituído pela Organização Internacional de Proteção Civil (International Civil Defence Organization – ICDO).

A Guarda Nacional Republicana (GNR), em particular através da Unidade de Emergência de Proteção e Socorro (UEPS),  no dia 1 de março de 2024 e durante todo o mês, por todo o Território Nacional, em colaboração com outros agentes de proteção civil, realiza diversas ações de sensibilização junto das populações, no âmbito da temática da proteção civil em Portugal, alertando para as medidas de autoproteção e mitigação do risco, aquando da ocorrências de catástrofes, bem como, demonstrando as capacidades da Unidade.

A UEPS tem como responsabilidade a execução de ações de prevenção e de intervenção, em todo o território nacional, em situações de acidente grave e catástrofe, designadamente, nas ocorrências de incêndios rurais, no âmbito de matérias perigosas, de cheias, de sismos, de busca, resgate e salvamento em diferentes ambientes, bem como em outras situações de emergência de proteção e socorro, incluindo a inspeção judiciária em meio aquático e subaquático.

No que respeita ao combate a incêndios, durante o ano de 2023, a UEPS registou, no âmbito do ataque inicial, 3.187 missões através das equipas helitransportadas e 484 intervenções por meios terrestres. No âmbito do ataque estendido, registou 47 intervenções por meios terrestres em auxílio aos meios de combate existentes.

Em 2023, foram ainda realizadas 118 missões de busca e resgate em diversos ambientes, 18 missões no âmbito de matérias perigosas, 26 missões em ambientes aquáticos e subaquáticos e 186 missões com recurso a meios Unmaned Aircraft Systems (UAS), vulgarmente conhecidos como sistemas aéreos pilotados remotamente ou Drones.

De referir ainda que, em 2023, a GNR esteve presente em três missões internacionais, integrando as Forças Operacionais Conjuntas (FOCON) projetadas para o teatro de operações na sequência do sismo que ocorreu na Turquia, através do Módulo de Busca e Resgate em Estruturas Colapsadas e nos incêndios florestais, no Chile e Canadá, através do Módulo Certificado de Combate a Incêndios Rurais, por meio do Mecanismo de Proteção Civil da União Europeia.