Força Aérea transporta recém-nascidos de Ponta Delgada para o Continente

Escrito por em 8 de Maio, 2024

IMG: Força Aérea Portuguesa.

Um avião C-130H da Força Aérea transportou ontem, 7 de maio, dois bebés recém-nascidos entre Ponta Delgada, nos Açores, e Lisboa.

Transportados em incubadoras, ao longo de três horas de voo, os bebés foram permanentemente monitorizados por uma equipa de saúde da Força Aérea, constituída por um médico e um enfermeiro, seguindo ainda a bordo uma equipa de saúde civil, garantindo-se assim a segurança e os cuidados de saúde neonatais essenciais.

O avião C-130H da Esquadra 501, sediado na Base Aérea N.º 6, no Montijo, partiu de Ponta Delgada às 18h40, aterrando no Aeródromo de Trânsito N.º 1, na Portela, às 21h50. À chegada a Lisboa, os recém-nascidos foram encaminhados, por ambulâncias do INEM, para uma unidade hospitalar local.

Este foi o quarto voo da Força Aérea de transporte de doentes de Ponta Delgada, depois do incêndio que deflagrou no Hospital do Divino Espírito Santo, tendo até ao momento já transportado dez pessoas. No passado domingo, um avião C-295M transportou durante a madrugada três doentes para a Ilha Terceira, enquanto durante a tarde um avião Falcon 50 transportou três doentes – dos quais duas grávidas – para a Ilha da Madeira; e, já durante a noite, o avião C-295M voltou a descolar para transportar mais dois doentes para a Ilha Terceira.

O transporte de doentes por via aérea é uma das missões que a Força Aérea dedica à população, através de um dispositivo em alerta permanente nos Açores, na Madeira e no Continente. Desde o início do ano, a Força Aérea já transportou 270 doentes, sobretudo entre ilhas dos Açores, entre ilhas da Madeira e entre os Arquipélagos e o Continente.


Faixa Atual

Título

Artista