Bloco de Esquerda quer saber porque é que a ULS da Lezíria ainda não tem Conselho de Administração

Escrito por em 23 de Janeiro, 2024

O início do ano de 2024 trouxe, como a Rádio Marinhais lhe noticiou, a entrada em funcionamento da Unidade Local de Saúde (ULS) da Lezíria, uma entidade que agregou os serviços do Hospital Distrital de Santarém e os do Agrupamento de Centros de Saúde da Lezíria. Ao todo, foram integrados mais de 2.300 profissionais da área da Saúde.

Numa nota enviada à Comunicação Social, a distrital de Santarém do Bloco de Esquerda vem denunciar “a inação” do Governo por ainda não ter nomeado o Conselho de Administração para a nova ULS, uma situação que o partido diz estar a dificultar “o trabalho aos profissionais da ULS e a quem procura cuidados de saúde, uma vez que há diversas decisões por tomar, pois o Conselho de Administração deveria integrar, pelo menos, um diretor-clínico da área hospitalar e um diretor-clínico dos cuidados de saúde primários, um enfermeiro-diretor e um responsável pela área financeira.”

O Bloco de Esquerda deu conta, igualmente, que vai questionar, através do seu Grupo Parlamentar, o Ministério da Saúde sobre a demora na nomeação do Conselho de Administração da ULS da Lezíria.

IMG: Hospital Distrital de Santarém (Ilustrativa).


Faixa Atual

Título

Artista