Faixa Atual

Título

Artista


Abrantes acolheu viagem inaugural do primeiro autocarro movido a hidrogénio na região do Médio Tejo  

Escrito por em 15 de Novembro, 2023

O primeiro autocarro a hidrogénio da região do Médio Tejo começou a circular em Abrantes na passada segunda-feira, dia 13 de novembro. Este trata-se de um projeto piloto que pretende demonstrar e promover a utilização de veículos movidos a hidrogénio.

O autocarro irá circular, nos próximos quatro meses no concelho de Abrantes, seguindo depois para o de Tomar. A sua colocação em circulação nas estradas do Médio Tejo resulta do projeto europeu Hy2Market ao qual a Agência Regional de Energia e Ambiente do Médio Tejo e Pinhal Interior Sul (MédioTejo21) viu aprovada a candidatura.

João Gomes, Presidente do Conselho de Administração da MédioTejo21, e vice-Presidente da Câmara Municipal de Abrantes, recordou que “este trabalho teve início em 2021 com uma candidatura que permitiu captar 320 mil euros para o desenvolvimento deste projeto”. Ainda durante a viagem que percorreu a cidade, salientou também que “durante estes quatro meses em Abrantes (até fevereiro de 2024), o autocarro a hidrogénio terá circuitos que irão passar por Mação, Sardoal, Abrantes, Constância, Entroncamento e Vila Nova da Barquinha. Depois passará ao circuito de Tomar onde irá passar por Ferreira do Zêzere, Ourém e Alcanena e Torres Novas”.

Depois dos oito meses de circulação do autocarro, “haverá um trabalho de execução dos resultados, quais os problemas que surgiram, quais as mais valias e onde é que podemos melhorar para no futuro termos um projeto mais sustentável para a região”, adiantou João Gomes.

O veículo em demonstração na região do Médio Tejo é do modelo H2 CAETANOBUS Toyota FC Stack Geração 2 e irá circular ao serviço do transporte público rodoviário. Este autocarro, com 62 lugares, irá assegurar o transporte de passageiros em circuitos urbanos já existentes nos 11 concelhos do Médio Tejo, percorrendo, em média, cerca de 200 km diários.

O autocarro tem um consumo estimado de 6 kg de hidrogénio por 100 km percorridos. As baterias, os tanques de hidrogénio e a pilha de combustível estão colocados no tejadilho, otimizando o espaço interior, tornando-o mais amplo.

Este projeto terá duas bases operacionais: uma primeira em Abrantes, nos primeiros quatro meses, e os restantes quatro meses em Tomar, sendo que a partir das duas se fará a ligação aos restantes concelhos. O Estaleiro Municipal é a base do projeto em Abrantes, de novembro de 2023 a fevereiro de 2024, onde está instalada a estação de hidrogénio portátil, instalada por uma empresa especializada, que abastece o autocarro.

IMG: Município de Abrantes.